terça-feira, 6 de maio de 2014

EVOLUÇÃO



Tudo  está  em  movimento

Tudo  é  plena  transformação

O  mundo  segue  girando

E  girando  estamos  nos...

A  vida  repleta  de  giros

Renasce  e  se  destrói

E  a  cada  ciclo  do  seu  giro

A  evolução  se  constrói

No  mundo  e  no  resto  do  mundo

Em  cada  palmo  de  chão

A  evolução

Segue,  sorrateira

Em  busca  da  perfeição

Que  de  milagre  em  milagre

Vem  repetir  em  cada  mundo

O  milagre  da  criação



Ant.  Andrade

JAN,  2014

3 comentários:

  1. Tá "Giro", pois o Giro, é gíria atual em pai Portugal, aprendi isso com as meninas lusitanas em críticas à minha "Altapsicografia" de Fernando Pessoa. Gira-me a mente em mais unidades léxicas, quando me situa a noção do Tempo, em Voltas da Terra em Torno do Sol (e ou ao redor de si mesma).

    Eu de novo

    ResponderExcluir
  2. Essa sua Evolução recente, poeta, tá me cheirando a inspiração outrora, tipo: Bilac, Andrade (o Oswald), Coelho Neto; persista, persista, poesia em que se corre as córneas sem atrito, faz bem a vista,

    Eu

    ResponderExcluir